Letramento racial é tema de encontro on-line promovido pelo Grupo Mulheres do Brasil Núcleo Caxias do Sul

  • Cultura
  • 20/05/2021 - 11:28
  • 171 Views

O evento, com a autora do livro Uma atitude por dia - Por um mundo com menos racismo, acontece na próxima segunda-feira, dia 24, no canal do Youtube do Grupo Mulheres do Brasil

A Lei Áurea, que extinguiu oficialmente a escravidão no país, assinada no dia 13 de maio de 1888, completou 133 anos na última quinta-feira, e o Comitê de Igualdade Racial, do Grupo Mulheres do Brasil Núcleo Caxias do Sul, promove debates sobre igualdade e combate ao racismo.

No dia 24 de maio, às 19h30min., no canal do Youtube do Grupo Mulheres do Brasil haverá um encontro virtual sobre letramento racial, com Gabriela Oliveira integrante do Núcleo e autora do livro Uma atitude Por Dia: Por um mundo com menos racismo. “Pretendemos abordar algumas atitudes práticas para trazer a luta antirracista no dia a dia. É a partir das mudanças diárias que podemos nos tornar agentes de transformação para uma sociedade mais justa para todos”, pontua Gabriela.
“Queremos levantar uma reflexão sobre a verdadeira história da abolição da escravatura no Brasil, o ultimo país da América do Sul que ainda vivia a escravidão. Muitos negros e mesmo brancos lutaram, porém, ao libertar as pessoas escravizadas, nenhum direito civil foi garantido a elas. Foram deixados à margem da sociedade, o que reflete claramente até a atualidade”, explica uma das coordenadoras do Comitê, Marcia Silva.

Para encerrar o ciclo de atividades do mês, no dia 27, o grupo participa do Fórum pela Equidade Racial, promovido pelo Tribunal Regional do Trabalho, no Youtube.com/TRT4RS, das 9h às 12h e das 14h às 16h20min.

A saber:

O Grupo Mulheres do Brasil Núcleo Caxias do Sul faz parte do Grupo Mulheres do Brasil, movimento liderado pela empresária Luiza Helena Trajano, desde 2013, em SP. A bandeira levantada pelas mais de 88 mil mulheres no Brasil e no mundo, é engajar a sociedade na conquista de melhorias para o país, eliminando as desigualdades de gênero, raça e condição social.

Em Caxias, foi criado em dezembro de 2020 por Celiz G. Frizzo, que comanda o colegiado com Júlia Bertoluci e Andrea Varaschin Webber. É composto até o momento por cinco Comitês: Comitê de Igualdade Racial, Comitê de Violência Contra a Mulher, Comitê Saúde, Comitê Educação e Comitê de Comunicação.

Um dos movimentos mais importantes lançado em fevereiro deste ano pelo Núcleo Central do GMDB é o Unidos pela Vacina. Na Serra Gaúcha, as mulheres do Núcleo estiveram em contato com mais 49 prefeituras, aplicando um questionário com os gestores locais de saúde e contribuindo para que o processo ocorra sem rupturas e a vacina chegue o mais rápido possível a toda a população.

Para fazer parte, basta se cadastrar no site GMDB, no seguinte endereço https://www.grupomulheresdobrasil.org.br/, na seção Junte-se a Nós.

Divulgação: Alessandra Muraro
Créditos foto: Carla Souza
Créditos capa do livro: Belas Letras