Coletiva de artistas gaúchas reabre galeria e visitação presencial no México

  • Cultura
  • 29/03/2021 - 11:40
  • 553 Views

Inaugurada na noite da última sexta-feira (26), a coletiva de artistas gaúchas “Clara Pechansky y sus 33 amigas” reabriu a Galeria Casa Haas, em Mazatlán, no México, já com visitação presencial de público, sob orientações sanitárias. O local estava fechado há um ano em razão da pandemia. Com cerca de 500 mil habitantes, Mazatlán é um dos principais destinos turísticos do país.

Usando máscaras, os visitantes apreciaram as 44 obras da mostra, 11 de autoria de Clara Pechansky e as demais uma de cada artista convidada. O diretor de Artes Visuais da Universidade Autônoma de Sinaloa (UAS), Jorge Luis Furtado Reyes, curador da exposição, destacou o reencontro da arte com o público em Mazatlán, enquanto galerias ainda permanecem fechadas em diferentes lugares do México por força da pandemia. Reyes classificou a mostra de “muito especial” e a diretora da Casa Haas, Dory Perdomo, de “imperdível”.



Antes, a exposição esteve por um ano na Galeria Frida Kahlo na UAS, em Culiacán (850 mil habitantes). A coletiva foi homenageada no XXV Festival Sinaloense de Cultura no ano passado por ocasião dos 110 anos da universidade de Sinaloa. Agora a mostra percorrerá cidades mexicanas até chegar à capital do país. O próximo destino será Ahome. Clara diz estar honrada e feliz com a itinerância.



As obras da coletiva são sobre papel, incluindo todas as técnicas, como desenho, gravura, pintura, técnicas mistas, colagens, fotografia. Todas as obras foram enviadas em 2019 e montadas pela UAS. “Inaugurei a exposição em 3 de fevereiro de 2020 e fiz duas conferências em Culiacán”, lembra Clara.

A seleção das artistas foi realizada por Clara em 2019, num critério que “abrangeu desde emergentes até consagradas, permitindo um grande arco de tendências e estilos”. É possível ver a mostra em www.pechansky.com.br.

Divulgação: Carlos Souza
Fotos: Lisa Roos e divulgação Casa Haas