728 x 90

Antiga fábrica Rheingantz será restaurada em Rio Grande

Quem nasceu ou vive em Rio Grande conhece a importância que a fábrica Rheingantz teve para a cidade. O desenvolvimento do município foi impulsionado pela instalação de uma das maiores fábricas têxteis do país, em 1873. Famílias inteiras tiveram o seu sustento vindo do trabalho na empresa durante os quase 120 anos de funcionamento. Houve o apogeu e períodos de dificuldade até as portas se fecharem definitivamente em meados de 1991/92, quando já operava com o nome de Inca Têxtil. Algumas tentativas de uso do imóvel foram feitas, mas nenhum negócio se estabeleceu com força ali.

Imponente, forte e austero o prédio que foi projetado parcialmente pelo arquiteto alemão Theodor Wiederspahn sofreu as ações do tempo e do abandono, mas resistiu, permanece em pé e agora vai ganhar uma segunda chance. A Innovar Incorporações, empresa de Marau, arrematou a edificação em leilão em 2012 e inicia a obra de revitalização ainda no primeiro trimestre do ano. Várias etapas legais e burocráticas foram vencidas e no último dia 24 a Innovar recebeu o alvará para o início das obras.

O projeto é minucioso e ocupou mais de três anos de trabalho de uma equipe interdisciplinar que contou com escritórios de São Paulo, Rio Grande e Marau. “Nossa principal preocupação foi preservar as características estéticas para devolver toda a beleza e importância cultural da construção. Reconhecemos e admiramos o vínculo afetivo que a população mantém com a antiga fábrica Rheingantz e tudo o que ela representou para o desenvolvimento de Rio Grande. Nossas expectativas são as melhores, temos certeza de que será um trabalho muito rico”, comenta o diretor administrativo-financeiro da Innovar Incorporações, Rangel Moraes.

Projeto
Com vasta pesquisa, o projeto de revitalização levou em conta diferentes fatores, como o estudo das plantas originais, trabalhos acadêmicos de referência desenvolvidos sobre a Rheingantz, publicações e livros de escritores da região e todo o tipo de material encontrado nas antigas dependências. Parte do prédio é tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado (Iphae), o que inclui o antigo Escritório Central da empresa, área com maior importância arquitetônica cujo projeto é do arquiteto Theo Wiederspahn. “Trabalhamos para manter a identidade original, mas isso é difícil, pois o projeto recebeu muitos acréscimos posteriores, que de uma certa forma eram necessários para atender as necessidades fabris da época. Além disso, a construção deverá ser adaptada a novos usos e tecnologias mais atuais para garantir a segurança e bem estar dos usuários. A Rheingantz não será mais uma fábrica, mas manterá o seu DNA”, salienta o coordenador jurídico do projeto Rheingantz. Henriques é advogado especialista em meio-ambiente, patrimônio e aquisições de negócios.

Desgaste e ação do tempo
Na tentativa de preservar ao máximo as estruturas, as ações da Innovar Incorporações já iniciaram antes mesmo de a obra começar. Em situação de abandono por quase 30 anos, as áreas degradadas e, em grande parte, descobertas, favoreceram o surgimento de vegetação extemporânea e inoportuna que nasceu no pátio, entre os escombros. “Fizemos um ajustamento de conduta e obtivemos autorização para remover a cobertura vegetal inadequada. Como medida de compensação, acordamos um plantio de 3.000 mudas de árvores nativas nas vias do município, 600 por ano, durante cinco anos. Já plantamos até agora 1.800 mudas”, conta o diretor comercial da Innovar Incorporações, Josicler D. Rodrigues.

Memória
Outra iniciativa importante para a preservação da memória foi o resgate do acervo encontrado sujeito às intempéries. “Havia um vasto material jogado no interior da fábrica. Recorremos ao Ministério Público Estadual a fim de obter autorização para salvaguardar os achados da destruição total. Nós compramos os ativos (o imóvel), mas não os objetos, por isso, precisamos da autorização do MPE, que convidou a FURG para participar desse processo”, explica o coordenador do projeto Rheingantz, Ricardo Henriques. Foram resgatadas plantas originais e de obras posteriores, plantas das máquinas, moldes das peças produzidas, mostruários, entre outras raridades.

Obra
As obras iniciam pelo telhado, que está com a estrutura comprometida e apresenta risco iminente de desabamento. “O telhado está praticamente em ruínas. Por segurança e, também, para não comprometer ainda mais as demais estruturas, iniciaremos por ele”, comenta Henriques.

Com o alvará para início das obras concedido e a empresa que vai operacionalizar a primeira fase já contratada, a previsão de início é ainda em fevereiro.

Além da restauração das edificações tombadas, a Innovar Incorporações também tem um projeto para o local que soma 14,6 hectares de área total, que ainda aguarda algumas definições. “O que podemos dizer é que não será um condomínio fechado. Queremos que toda a população possa usufruir e frequentar a área da fábrica Rheingantz, que será totalmente recuperada e revitalizada”, assegura o diretor administrativo-financeiro, Rangel Moraes.

Nova Rio Grande
A Innovar Incorporações chega na cidade com dois importantes projetos. Recentemente a empresa lançou o bairro totalmente planejado Nova Rio Grande. A localização é um dos pontos altos do novo bairro situado próximo ao trecho que ligará a Estrada Roberto Socoowski a BR 292, região de maior expansão da cidade. Vizinho da Lagoa dos Patos, do Shopping Partage, do Shopping Praça Rio Grande, da FURG, do novo Fórum e das futuras instalações do Ministério Público, o bairro tem localização privilegiada e ótimas opções de entretenimento e serviços a poucos minutos do local.

Conforto, lazer e segurança são marcas fortes do Nova Rio Grande, que conta com câmeras de monitoramento interligadas ao sistema do município, pavimentação, rede de energia elétrica, ponto de águas em todos os lotes, projeto de arborização e ciclovia, pistas para caminhada, quadras de futebol e vôlei de areia, academia ao ar livre, além de espaço para feira-livre e hortas comunitárias.

Innovar Incorporações
Natural de Marau e presente em 12 cidades do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, a Innovar Incorporações contabiliza, ao longo da história, 34 projetos entregues ou em andamento e reúne portfólio de 5 mil lotes urbanizados em mais de 5,5 milhões de metros quadrados concluídos.

Divulgação: Daiane Evangelista - Pauta Assessoria
Foto: Nauro Júnior | Satolep Press