Entre o Alasca e Ushuaia: motociclista percorre 69 mil quilômetros, e essa experiência vira livro

  • Cultura
  • 30/04/2024 - 17:30
  • 180 Views

Ricardo Lugris rodou a América do Norte, Central e Sul durante 11 meses, e agora, suas histórias são contadas no livro “A Moto e o Continente”, que será lançado no dia 14/05, no Espaço Unisinos, em Porto Alegre

Com mais de 69 mil quilômetros rodados, distribuídos em quase um ano de liberdade, Ricardo Lugris partiu do Canadá em sua moto BMW GS1200 e seguiu para o Alasca, América do Norte, América Central, chegando ao extremo meridional da América do Sul, antes de seu prazer final: percorrer o Brasil em uma jornada introspectiva, repleta de boas histórias. E foram essas mesmas histórias que inspiraram “A Moto e o Continente”, terceiro livro de uma trilogia baseada em viagens como esta, a ser lançado em Porto Alegre, no Espaço Unisinos, no dia 14/05, às 19h.

A decisão da partida se deu em meio à pandemia da Covid-19, momento em que Lugris descreve como parecer um “filme barato de ficção científica”: “Era necessário, para nossa saúde mental, pensar no além-crise e de alguma forma tentar retomar nossa própria normalidade”, conta. E foi com este pensamento que o ex-vendedor de aviões decidiu que faria a viagem mais desafiadora, e ao mesmo tempo, inspiradora de sua vida. Ao se preparar para ela, Ricardo Lugris recebe um questionamento intrigante de sua netinha, que naquele momento tinha apenas quatro anos: “Por que o vovô precisa viajar?” — e ele não tinha a resposta.

Com 66 anos de idade, Ricardo Lugris já fez inúmeras viagens ao redor do mundo, mas três delas foram as mais memoráveis, e que lhe renderam repertório para publicar três livros. Assim como suas obras anteriores, “Tempo em Equilíbrio” e “Montar e Partir”, em “A Moto e o Continente”, Lugris cria uma intimidade única com o leitor, transportando-o a lugares com culturas distintas e paisagens de encher os olhos.

Em um dos momentos mais marcantes relatados no livro, em Belize, na América Central, o motociclista é convidado para uma conversa sobre suas viagens e sobre suas vivências com crianças de uma escola primária local, e o convite é aceito. Em um momento de perguntas com os pequenos, Ricardo Lugris é surpreendido com um questionamento sobre o porquê de ele, falando vários idiomas, não ter aprendido a língua de sinais, útil na comunicação com deficientes auditivos. “Poucas vezes, em minhas já muitas conferências, vi uma tal participação dos presentes, com uma excelente sequência de questões inteligentes e totalmente pertinentes”, relata.

Essas e outras histórias dessa inspiradora viagem podem ser encontradas no livro “A Moto e o Continente”, que estará disponível para compra diretamente com o autor durante evento de lançamento e, depois, no site da Editora Europa e na Amazon. Na ocasião, Ricardo Lugris fará uma apresentação empolgante, com relatos únicos dessas vivências, e também irá realizar uma sessão de autógrafos do livro.

Sobre Ricardo Lugris:
Ricardo Lugris é gaúcho, nascido no ano de 1958 em Bagé, no Rio Grande do Sul, e reside na França há quase 30 anos, na cidade de Chantilly. Casado, pai de duas filhas e avô da Olivia (sua netinha com, hoje, seis anos), Lugris é apaixonado por aviação — setor ao qual dedicou-se por mais de 40 anos — e por motocicletas. Combina viagens pelo mundo em sua moto com relatos particulares dessas experiências em obras profundas e inspiradoras. É o caso dos livros “Tempo em Equilíbrio”, “Montar e Partir” e, agora, “A Moto e o Continente”.

Onde encontrar “A Moto e o Continente”: além dos exemplares disponibilizados pelo autor no lançamento — dia 14/05, às 19h, no Ecosys, Espaço Unisinos, em Porto Alegre — o livro poderá ser adquirido, na Amazon (amazon.com.br), no site da Editora Europa (www.europanet.com.br), ou pelos telefones: (11) 3038-5050 ou WhatsApp (11) 95186-4134.

div: Tamiris Souza
Fotos: divulgação