Exposição “Quando os sonhos florescem” reúne artistas brasileiros e radicados na Europa

  • Cultura
  • 22/02/2024 - 16:33
  • 431 Views

Coletiva será aberta nesta terça-feira (20/02) no Memorial Luiz Carlos Prestes, na Capital


Entre esta terça-feira (20/02) e 10 de março, as paredes curvas do Memorial Luiz Carlos Prestes – único projeto arquitetônico assinado por Oscar Niemeyer em Porto Alegre – abrigam as obras da exposição “Quando os sonhos florescem”, cuja visitação é gratuita.

A mostra tem caráter internacional pela participação de três artistas visuais residentes na Europa: a artista convidada, Vilma Machado, paulista que vive e trabalha na Holanda; Deni Corsino, gaúcha que mora em Milão (Itália); e a milanesa Alice Arcando.

Nomes locais como Bina Monteiro, Marcos Strey, Graça Craidy, Neca Lahm, Inez Pagnoncelli, Graça Tirelli e Fabian Gloeden compõem o grupo de 25 artistas da coletiva, que tem curadoria de Clauveci Muruci e Gabriely Santos.



As obras, na sua maioria, são pinturas de pequeno e grande formato, mas também há fotografias e escultura, além do vídeo-arte “Ecos de sonhos entrelaçados”, da artista convidada, que será exibido na abertura, às 20h de terça-feira.



De Haia, cidade holandesa, Vilma disse que a exposição quer “celebrar o mundo das aspirações e mostrar o poder dos sonhos materializado em ações”. Ela lembrou que o próprio memorial foi um sonho dos idealizadores da construção e de Niemeyer.



Entre os trabalhos expostos, há uma fotografia, de 165 x 110 cm, de um homem vestido de terno submerso em uma piscina. “Fotografei de cima de uma plataforma e com um grande esquema de iluminação. Utilizei uma Canon 5Ds de 50.6 megapixel. Lente Canon 24-70”, conta o autor, Fabian Gloeden.

Graça Craidy exibe cinco retratos do patrono do memorial, o porto-alegrense Luiz Carlos Prestes (1898/1990), o “Cavaleiro da Esperança”, produzidos com nanquim. Inez Pagnoncelli mostra um díptico, no qual a figura de Fernando Pessoa é dividida para simbolizar o consciente e o inconsciente do poeta português. Outro exemplo de trabalho é “Banana”, acrílica sobre tela, de Marcos Strey.

Os curadores conceberam uma expografia em que o suporte das obras, com 24 metros de linhas retas e pretas, contrasta com as imensas curvas vermelhas e brancas do projeto arquitetônico de Niemayer para o local. “Essa abordagem permitirá maior fruição entre obras e público”, acreditam os curadores Murici e Gabriely.

Artistas participantes:

Vilma Machado (convidada), Alice Arcando, Almir Reis, Becca Wiskov, Bina Monteiro, Dalva Lucchesi, Deni Corsino, Divo Froemming, Emanuele de Quadros, Fabian Gloeden, Graça Craidy, Graça Tirelli, Gustavo Burkhart, Inez Pagnoncelli, Ivam Martins, Jota Junior, Marcos Strey, Marisol Silva, Melina Cohen Rubin, Milton Caselani, Neca Lahm, Pedro Santos, Rafael Vieira, Silvia Pozza, Ubirajara Sanches.

SERVIÇO

Exposição “Quando os sonhos florescem”

Abertura: 20 de fevereiro, às 20h

Local: Memorial Luiz Carlos Prestes, Av. Divaldo Pereira Paiva, 1527 (na altura da Av. Ipiranga), bairro Praia de Belas

Visitação: até 10 de março, de segunda a sexta, das 15h às 19h


Entrada gratuita


Promoção: Jornal de Artes; apoio cultural, Memorial Luiz Carlos Prestes
Fotos das obras: divulgação do respectivo artista
Foto do Memorial: Carlos Souza

Div: Assessora Comunicação