Projeto Guitarras da Cidade une três gaúchos em show inédito e gratuito transmitido pelo Instituto Ling

  • Cultura
  • 11/06/2021 - 12:20
  • 143 Views

James Liberato, Eduardo Gambona e Paulinho Barcellos fazem apresentação online no dia 19 de junho, sábado, às 18h, mostrando repertório autoral e clássicos de Stevie Wonder e George Benson.

GUITARRAS DA CIDADE (Paulinho Barcellos, Gabona e
Paulinho Barcellos, Eduardo Gambona e James Liberato
Crédito da foto: Cristina Bizarro
Para baixar fotos em alta resolução acesse https://bit.ly/3cimcS6

O Instituto Ling e a Branco Produções unem três grandes guitarristas gaúchos em uma apresentação inédita transmitida ao vivo no dia 19 de junho, sábado, às 18h, em plataforma digital. No espetáculo Guitarras da Cidade, o público poderá conferir a mistura de blues de Eduardo Gambona com o jazz de James Liberato e o rock de Paulinho Barcellos. Juntos, os instrumentistas mostram seu repertório autoral, além de outros clássicos da guitarra, interpretando ao vivo Cause We´ve Ended as Lovers, de Stevie Wonder, On Broadway, de George Benson, e Beira do Mar, de Ricardo Silveira. Para acompanhar a apresentação virtual, basta fazer inscrição prévia e sem custo no site www.institutoling.org.br.

Sobre os artistas

Eduardo Gambona tem mais de 40 anos de carreira musical. Possui cinco discos e um DVD lançados, sendo que seu segundo álbum, Vida Blues, recebeu cinco indicações para o Prêmio Açorianos de Música de 2010. Em 2011, foi vencedor do Prêmio Açorianos como melhor instrumentista do gênero pop. Recentemente, em 2020, ganhou mais um Açorianos de Música, com o CD Ventos do Sul, recebendo novamente o prêmio de melhor instrumentista. Já participou de diversos festivais internacionais e, desde 2009, integra a banda de rock Histórias do Rock Gaúcho, com dois CDs gravados.

James Liberato é músico, compositor, arranjador instrumentista e professor de música. Como compositor, passou a desenvolver trabalho solo a partir do final da década de 80. Desde então, já gravou cinco CDs independentes, além de ter produzido e participado de inúmeros shows. Recebeu três prêmios Açorianos de Música, o último deles em 2004, além de indicações ao prêmio por quatro anos consecutivos. Recebeu, também, a indicação para representar o Rio Grande do Sul no Projeto Pixinguinha, promovido pelo Governo Federal. Como professor, atua desde 1978 com aulas particulares. Além de ter bacharelado em violão pela UFRGS, realizou diversos cursos breves com guitarristas como Ary Piassarolo, Frank Gambale e Mike Stern.

Paulinho Barcellos começou a tocar guitarra aos 14 anos e, aos 17, após estudar com nomes importantes da cena gaúcha e brasileira, assumiu a guitarra solo da banda Valhala. No ano seguinte, fundou a Frutos da Crise, uma das bandas mais conceituadas do rock gaúcho. No final da década de 80, mudou-se para Londres, onde residiu por 12 anos, formando a banda Studio 77, com músicos ingleses e sul-africanos. De volta ao Brasil, seguiu sua carreira de guitarrista tocando em bandas como Coverboys, Cine Privê e Bella Mau. Há mais de 20 anos, tem se dedicado também à produção musical, jingles e trilhas, sendo o responsável pela criação das trilhas do primeiro catálogo da Basso Straps. Atualmente, além de produtor e professor, dá sequência ao seu trabalho instrumental e atua como side man de inúmeros artistas. Em 2020, lançou seu álbum instrumental My World, com participação de grandes guitarristas.

Esta programação é uma realização do Instituto Ling e do Ministério do Turismo / Governo Federal, com patrocínio de Crown Embalagens e Fitesa e curadoria e produção da Branco Produções.


SERVIÇO – PROGRAMAÇÃO ONLINE – MÚSICA
Guitarras da Cidade
Com os guitarristas James Liberato, Eduardo Gambona e Paulinho Barcellos
Dia 19 de junho, sábado, às 18h, em plataforma digital
Gratuito, mediante inscrição prévia no site www.institutoling.org.br

Classificação etária: Livre
Duração: 60 minutos

Informações úteis
institutoling.org.br
Fone: 51 3533-5700
Email: instituto.ling@institutoling.org.br

Sobre o Instituto Ling
Criado e mantido pela família Ling desde 1995, o Instituto Ling é uma instituição sem fins lucrativos voltada para a transformação da sociedade. Sua missão é promover o desenvolvimento humano e a evolução da sociedade através da disseminação de diferentes formas do conhecimento, da liberdade de pensamento, da valorização da cultura e da saúde. Na área da educação, desde 1995 auxilia jovens líderes a desenvolverem seus potenciais intelectuais e empreendedores através da concessão de bolsas de estudo para as melhores instituições do mundo. A abertura de seu Centro Cultural em Porto Alegre, no ano de 2014, ampliou e solidificou a atuação do Instituto, firmando-o como centro de referência na disseminação do conhecimento e do livre-pensar, fomentador da educação de excelência em seus múltiplos formatos e provedor de serviços e produtos culturais diferenciados, com elevado padrão de qualidade e estética.

Na área da saúde, o Instituto Ling estabeleceu parceria com o Hospital Moinhos de Vento, em 2015, para a implantação de um centro de referência no tratamento do câncer em Porto Alegre, e com a Santa Casa de Misericórdia, em 2019, contribuindo para a construção do novo prédio do complexo hospitalar em Porto Alegre. A família Ling, mantenedora do Instituto, é proprietária da "holding company" Évora. O grupo empresarial produz e comercializa latas de alumínio para bebidas, não-tecidos de polipropileno (usados principalmente na produção de descartáveis higiênicos) e tampas plásticas para bebidas e produtos de higiene e beleza.

Divulgação: Jéssica Barcellos
Foto: Cristina Bizarro