Imama RS anuncia novo posicionamento estratégico para garantir a sustentabilidade do Instituto

  • Saúde
  • 28/04/2021 - 14:31
  • 80 Views

Ação busca angariar fundos e auxiliar na sobrevivência do Imama RS

O Instituto da Mama do Rio Grande do Sul - Imama RS - anuncia ao público e à comunidade empresarial que, a partir de maio de 2021, todos os projetos do instituto foram adaptados e enquadrados às leis de incentivos fiscais. Objetivo é divulgar esse novo instrumento, que busca angariar fundos e auxiliar na sobrevivência do Imama RS. Devido a pandemia, a instituição sofre com a queda na arrecadação de fundos originados pelos eventos presenciais.

Para 2021, entre os projetos apresentados pelo Imama RS, que se enquadram nesse novo escopo de trabalho, está o EChefs. Agora totalmente reformatado, para Circuito Echefs de Gastronomia RS. Encontro reúne chefs de cozinha do RS em prol da causa rosa. Nessa nova versão, engloba seis cidades gaúchas no cronograma. Outro projeto é o Que Câncer é Esse. Evento que oportunizará o esclarecimento da sociedade sobre cinco tipos de câncer - Mama, Próstata, Pulmão, Hematológicos e Intestino - além de possibilitar um mapeamento dos casos de câncer na região Sul.

De acordo com as leis de incentivo, qualquer pessoa física que tenha imposto de renda a declarar, ou empresa tributada pelo lucro real, pode utilizar os mecanismos das Leis de Incentivos, sejam jurídicas ou físicas, por meio de doação ou patrocínio.

Até então, o Imama vive de ações de reversão de renda, doações do público, promoções sociais e doações privadas. "Frente a gravidade de tudo que vem acontecendo, muitas pacientes ficaram mais vulneráveis, correndo maiores riscos de vida, e portanto, mais do que nunca, o instituto precisa continuar salvando vidas. Estamos criando novos movimentos, para que outras pessoas e empresas, possam estar conectadas a causa rosa", adianta a presidente do Imama RS, a médica Maira Caleffi.

O Imama, que completa 27 anos em 2021, realiza a prestação de um trabalho totalmente gratuito, que busca a conscientização da sociedade gaúcha, acerca da importância dos cuidados com a saúde da mama, auxiliando pacientes e suas famílias. Enfatiza a necessidade da detecção ágil do câncer de mama para maiores chances de cura, além de garantir agilidade em todos os processos, que se fazem necessários durante a reabilitação. O Imama ainda oferece apoio psicológico, jurídico, nutricional. "Vale destacar também, que o Imama RS atua, igualmente, como articulador de políticas e campanhas públicas de mobilização. Entre elas, a Caminhada pela Vida. Além disso, desenvolve um programa de capacitação de voluntárias, buscando multiplicar o número de pessoas em prol da causa rosa", explica a diretora de marketing do instituto, Samsara Nyaya Nunes.

Segundo dados auditados, somente no mamamóvel (ônibus equipado com mamógrafo), em 15 anos, já se somam mais de 13 mil atendimentos. Em 2019, mais de 8.738 pessoas foram beneficiadas diretamente pela organização entre pacientes e familiares. Em Março de 2020, durante o período de pandemia, o Imama RS lançou o Programa Núcleo de Relacionamento com Pacientes, que atende e acompanha, individualmente, até o momento, 695 mulheres em tratamento de câncer de mama, número esse que cresce a cada mês.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), 16.1% das mortes em mulheres são por câncer de mama. Somente em 2018, 17.763 mulheres vieram a óbito em decorrência deste diagnóstico.

Mais informações sobre o Imama em www.imama.org.br. Ou através do Whatsapp (51) 99565 1174. Toda a renda arrecadada com as vendas de camisetas e demais itens disponíveis no site do Imama RS é revertida ao instituto.

Divulgação: Evidência Press
Fotos: Edith Auler