CORAÇÃO DE CAVALEIRO, A ARTE DE VILSON SOUZA.

  • Cultura
  • 20/04/2021 - 14:34
  • 178 Views

A trajetória do ginete do século, do homem com alma de centauro. Do maestro que compôs a mais bela sinfonia de movimentos na Raça Crioula: Vilson Chalart de Souza. Sob a curadoria de Pablo M. de Souza Alves (neto do ginete), escrito por Renato Dalto, uma bela história que revolucionou o mundo do cavalo Crioulo.

VIDA E OBRA
A vida lhe deu o dom dos cavalos. Nas carreiras, no campo, nas rédeas e na pista. Foi homem de múltiplos instrumentos e tons: a têmpera da paciência, o equilíbrio no estribo a suavidade na mão. O livro Coração de Cavaleiro retrata um homem de a cavalo, um Cavaleiro hábil, cavalheiro no trato, divertido na dança, gaiteiro nos folguedos. Essa biografia é um pouco de cada um de nós: a paixão pelo cavalo e todos os seus significados. A evolução da raça Crioula, a consagração do Freio de Ouro, as lições de equitação e de vida. Uma obra que nos toca e identifica.

ETERNO
A noite chegava então quando o cavaleiro partiu. No quinto dia de dezembro, fim de primavera no ano de 2020, Don Vilson Chalart de Souza enfim se encontrou com esses cavalos que já partiram e, em algum lugar, procuram pelo cavaleiro. Se há o céu para os bons cavalos, como canta Atahualpa, o céu dos cavaleiros os encontra e eles, enfim, serenam. Nesta noite Vilson levou o pé no estribo, alçou a perna e montou. Itaí mascava o freio faceiro. Enfim, todo o céu para correr. Até breve, Vilson Souza. Tua obra segue entre nós. Serás eterno. Sempre.

Divulgação: Aline Viezzer
Fotos: Grafaels85 Fotografia