Sbørnia em Revista encerra segunda temporada no próximo dia 18 de abril

  • Cultura
  • 15/04/2021 - 16:03
  • 170 Views

A nova fase da websérie protagonizada por Hique Gomez, Simone Rasslan e Cláudio Levitan apresentará entrevistas, novos quadros, clipes inéditos e participações especiais

A segunda temporada da websérie Sbørnia em Revista - A Expedizsøn encerra no próximo domingo, dia 18 de abril. Exibida no canal A Sbørnia Kontr’Atracka no YouTube, a produção, realizada com recursos da Lei nº 14.017/2020, está apresentando entrevistas, novos quadros, clipes inéditos e participações especiais com artistas locais do Rio Grande do Sul. O público poderá assistir ao último episódio a partir das 19h. No canal estão os episódios anteriores e os quatro programas da primeira temporada, realizada em 2020.

O enredo que dá o tema dos três novos episódios remete ao maior tesouro da Sbørnia, a Recykla Gran Rechebuchyn, uma grande lixeira cultural de onde são extraídos e reciclados os sucessos musicais esquecidos por outras nações. Devido a uma grande estiagem artística que se acometeu sobre o mundo todo no último ano, as valiosas reservas de lixo cultural da Sbørnia chegaram a níveis muito baixos, e foi preciso que o Professor Ubaldo Kanflutz (Cláudio Levitan) organizasse uma expedição – ou, em bom sbørniano, expedizsøn – por diversas cidades, para encontrar novos e experientes artistas cujas obras serão preservadas no patrimônio cultural da ilha flutuante. Kraunus Sang (Hique Gomez) e Nabiha Nabaha (Simone Rasslan) sairam à procura desses artistas, que serão os convidados especiais da série.

Hique e a produtora Marilourdes Franarin se aprofundaram em uma pesquisa nas periferias do Rio Grande do Sul, em busca desses nomes. Além disso, alguns quadros que já fizeram parte da primeira temporada, como os musicais “As Devagar Quase Paradas de Sucesso” e o nostálgico arquivo do “Tubo do Tempo”, terão continuação nos novos episódios. Assim como na primeira temporada, as gravações são realizadas de modo remoto, com equipamentos previamente instalados nas casas dos artistas e monitoramento a distância pela equipe técnica.

Relembre algumas peculiaridades da Sbørnia

A Sbørnia é uma ilha que se desprendeu do continente após sucessivas explosões nucleares e passou a flutuar errante pelos mares do mundo. Seu maior patrimônio é a Recykla Gran Rechebuchyn, a Grande Lixeira Cultural de onde são extraídos e reciclados os dejetos artísticos esquecidos por outras nações. Seu regime político é o Anarquismo Hiperbølico, o que faz com que todos os seus governos sejam provisórios. A religião oficial do país é o Votørantismo, pois os sbørnianos são radicalmente sonhadores e precisam muito acreditar no concreto. O esporte nacional é o Machadobol, mas não existem ídolos como os jogadores de futebol brasileiros, pois é muito raro que algum atleta sobreviva por mais de três partidas.

Kraunus e Pletskaya imigraram para o Brasil em 1984, devido aos ataques de tribos hostis, como os Menudos, ao seu país, e se tornaram embaixadores da cultura sbørniana com seu espetáculo marcadamente no estilo do Teatro Hiperbølico.

Em 2014, Pletskaya retornou em definitivo à sua terra natal, quando Nico Nicolaiewsky nos deixou, e dois anos mais tarde, Kraunus se juntou à pianista sbørniana Nabiha, vivida pela maestrina, pianista e atriz Simone Rasslan, para dar continuidade à saga com A Sbørnia Kontr’Atracka.

Além dos tradicionais espetáculos, que desde 1984 conquistaram fãs no Brasil e no exterior, Sbørnia invadiu outros formatos artísticos. Em 1990, Tangos e Tragédias em Quadrinhos, com criação de Cláudio Levitan e desenhos de Edgar Vasques, foi lançado pela editora L&PM, e ganhou duas novas edições em 2007 e 2017. Em 2013, a Sbørnia chegou às telas do cinema, com o longa de animação “Até Que a Sbørnia nos Separe”, dirigido por Otto Guerra e Ennio Torrezan, hoje os mais novos brasileiros membros da academia de cinema de Hollywood.

FIQUE POR DENTRO:
O que: Sbørnia em Revista - A Expedizøn.
Onde: Canal do YouTube A Sbørnia Kontr’Atracka (@asborniakontratracka)
Quando: 03 – 11 – 18 de abril – 19h

FICHA TÉCNICA

Hique Gomez: concepção, direção geral e roteiro

Simone Rasslan: arranjos e desenvolvimento de conteúdo

Cláudio Levitan: criação e desenvolvimento de conteúdo

Marilourdes Franarin: direção de produção e curadoria artística convidados

Rique Barbo: direção de arte / cenários virtuais e Coordenação de Iluminação.

Rafael Roso Berlezi: Direção de fotografia e Montagem musical.

Heloiza Averbuck: coordenação de iluminação, assistente de câmera, produção de estúdio.

Gustavo Schauenberg: OXI Comunicação/criação da abertura.

Bruno Sussella Teixeira: edição dos episódios

Fabrício Fortes: roteiro e textos

Edu Coelho: mixagem

Álvaro RosaCosta: captação de som e imagens Simone Rasslan

Camila Franarin: assistente de produção

Adriano Cescani: assessoria imprensa

EXP Transmídia: marketing de conteúdo, suporte técnico e gestão de redes sociais

Rafael Pacheco: assistente de produção

Lúcia Pires: produção local São Francisco de Paula

Daniela Ramirez: administração projeto

Odimar Garrett: Acessibilidade em libras

Produção Geral: Escritório de Produção Marilourdes Franarin


SbørniaProjectus®? Criado por Hique Gomez e Nico Nicolaiewsky para “TANGOS E TRAGÉDIAS”.

AGRADECIMENTOS ESPECIAIS
FUNDAÇÃO TVE PIRATINI
COOTRAVIPA
THEATRO SÃO PEDRO
VIDEOMAKERS – Aloísio Rocha
UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS - Prof Leandro Maia
Apoio Pelotas - Gessi Könzgen

Realização:
Ministério do Turismo, Secretaria Especial da Cultura e SEDAC-RS
Projeto realizado com recursos da Lei nº 14.017/2020.

Divulgação: Adriano Cescani
Fotos: Divulgação