“Uma Noite em Buenos Aires” de volta a Porto Alegre em março

  • Cultura
  • 02/03/2020 - 18:58
  • 219 Views

Com elenco considerado um dos melhores do tango no mundo, o espetáculo acontece dia 22 de março no Teatro do Bourbon Country, com tributo sinfônico aos mestres Piazzolla, Mariano Mores e Gardel

Elenco:
CARLOS BUONO – maestro, arranjador, virtuose, recordista de visualizações no
You Tube (Rei do Tango imprensa Europeia tour ANDRE RIEU)
AMELITA BALTAR – A musa de Piazzolla, a mais premiada e considerada melhor intérprete de tango de todos os tempos
ALBERTO BIANCO- o cantor preferido e o maior intérprete de Mariano Mores
LIGEIA MOYA E FRANCISCO PALHANO – bailarinos finalistas do World Tango 2017
INÈS TORRES CAPIELLO E JESÚS TABORDA – bailarinos ganhadores da Medalha de Ouro da categoria Tango Tradicional.
ADRIANO MACHADO e os maestros da Orquestra Sinfônica Villa Lobos

Porto Alegre receberá a nova edição do famoso espetáculo Uma Noite em Buenos Aires, que está há mais de 40 anos excursionando o mundo. A apresentação acontece dia 22 de março no Teatro do Bourbon Country, reunindo o que há de melhor da música e dança argentina, com direção do maestro Carlos Buono.

O tour pelo país também passa por São Paulo dia 19 de março (Tom Brasil) e pelo Rio de Janeiro no dia 20 do mesmo mês (Theatro Municipal). E tem a participação de nomes aclamados como Alberto Bianco (maior intérprete de Mariano Mores), Amelita Baltar (A musa de Piazzolla), dos Bailarinos Campeões Mundiais Ivan Romero y Silvana Nuñez e dos maestros da Orquestra Sinfônica Villa Lobos, sob direção do Maestro Adriano Machado.

Conheça mais sobre os artistas abaixo:

MAESTRO CARLOS BUONO

Diretor musical, bandoneonista, compositor e arranjador, o maestro Carlos Buono (Prêmio Sadaic/Bandoneon de Ouro) é, hoje em dia, o mais autêntico e magnífico intérprete de Piazzolla. Solista com a Orquestra Sinfônica de Berlim e a Orquestra Sinfônica da Opera de Milão, Amsterdam e Hamburgo.

Chamado de O Rei do Tango na Europa, atualmente o maestro está em turnê com o violinista holandês André Rieu. Carlos Buono nasceu em Buenos Aires, em 1942. Começou seus estudos musicais com o Maestro Elifio Rosaenz, continuando com Tití Rossi. Atuou como instrumentista junto a grandes músicos, até formar seu próprio grupo e atuar nas principais capitais do mundo. Prêmio Homero Manzi no Festival de Baradero (Argentina), integrou os grupos orquestrais de Alfredo Gobbi, Osvaldo Tarantino, Mariano Mores, Horário Salgan, José Colangelo, Osvaldo Berlinghieri e Atílio Stampone. Foi diretor musical da casa de espetáculos “Michelangelo”, e dos artistas Raul Lavie e Libertad Lamarque, foi também bandoneonista solista do espetáculo de Júlio Bocca em New York.

Acompanhou Adriana Varela, Eladia Blazquez, Maria Graña e Lito Nebbia entre outros.

Ao longo da carreira o maestro realizou diversas turnês pelo Japão, EUA, Rússia, Europa, América Central, América do Sul e Canadá. Em 2003 esteve em turnê pelos países escandinavos, incluindo Suécia e Dinamarca, onde foi considerado pela crítica como um dos dez melhores instrumentistas do mundo. Em 2004, apresentou-se como solista na Itália, a convite do Teatro Nacional da Ópera de Roma, para ser dirigido pelo maestro Luis Bacalov.

Apresentou-se também na Alemanha, como solista da Rund-Funk – Orchester da WDR (Rádio TE Alemanha). Foi diretor musical do Piazzolla Tango em Buenos Aires e teve sua carreira homenageada com a medalha e diploma da SADAIC. (Sociedade de Autores e compositores de Argentina).

AMELITA BALTAR

Amelita Baltar é hoje considerada a maior cantora de tango no mundo. Tornou-se famosa a partir da década de 70, quando começou a interpretar e gravar canções de Astor Piazzolla, com quem se casaria e Horácio Ferrer.

Antes do Tango, Amelita havia passado com destaque pela música folclórica argentina, gênero com o qual ganhou o Festival Internacional del Disco em Mar del Plata, logo sendo convidada por Piazzolla para realizar a famosa ópera Maria de Buenos Aires que obteve grande êxito em sua passagem pela Europa.

Amelita se destaca além da voz, por sua forma dramática de se apresentar e tem como uma de suas gravações mais conhecidas, a música Balada para un loco da série das Três Baladas de Horácio Ferrer.

Amelita Baltar destacou-se por sua voz e talento dramático que manifesta em suas interpretações. Seu primeiro álbum solo foi em 1968, que a levou a obter o prêmio revelação no “Festival Nacional do Disco”, realizado em Mar del Plata. Nesse mesmo ano, foi ouvida pelo Astor Piazzolla, que a convidou para estrelar sua pequena ópera “María de Buenos Aires”, composta com Horácio Ferrer. Esta obra levada ao disco, foi o começo de uma larga e frutífera união.

ALBERTO BIANCO

O maior intérprete de ASTOR PIAZZOLLA, comemora esse ano, 41 anos de carreira. Ele entrou para a Orquestra do maestro Mariano Mores em 1995 com quem se apresentou em teatros da Europa, Israel, Estados Unidos e México.

Na sequência gravou seu primeiro disco solo e não parou mais de fazer sucesso com suas apresentações em países como o Japão (fez shows em 30 cidades). Em 2018 lançou o seu novo projeto discográfico Viejas Alegrias, junto com o maestro Tony Gallo e continua com seu programa de Rádio Gala Tango.

BAILARINOS CAMPEÕES MUNDIAIS DE TANGO

BAILARINOS LIGEIA MOYA y FRANCISCO PALHANO são bailarinos profissionais de Tango e BallRoom, Integrantes da Universidade de Artes e da Cia de Herman PIQUIN (um dos dançarinos mais experientes da Argentina no exterior), onde participaram da temporada de verão de 2019 com o espetáculo "FUEGO y PASION": Flamenco, Boleros e Tangos. Também são membros da companhia de tango Mora Godoy e da companhia “Taco, Punta y Traspie”.

Foram Finalistas do World Tango 2017 e participaram do filme “Un Tango Mas”, dirigido por Germàn KRAL e produzido por Wim Wender. Hoje em dia, são dançarinos do “La Ventana” em San Telmo, dirigido por Carlos Buono.

BAILARINOS INÈS TORRES CAPIELLO y JESÚS TABORDA têm formações clássica e contemporânea, integrantes do Ballet Del Mercosur do prestigiado Maximiliano Guerra. Foram ganhadores da medalha de ouro na categoria Tango Tradicional.

Fazem parte da Piazzolla Tango – Pasion Tango – Tango Lovers Copany, onde dão aulas na Argentina e no exterior e são integrantes dos shows Café Tortoni – Ketango Argentina - Cia. Tango Del Iuna – Argentine Tango Troupe, entre outros.

Maestros da ORQUESTRA SINFÔNICA VILLA LOBOS

Conduzida pelo Maestro ADRIANO MACHADO Maestro e violinista, estudou com os professores João Del Fiol, Wanderley Pizzigatti, Paulo Bosisio, mas sua grande influência foi o celebre violinista Natan Schwartzmann (aluno de Ivan Galamian), com uma sonoridade e técnica elogiada pelos maiores músicos de sua época, fez Adriano vencer vários concursos dos quais participou.

Ter estudado com Natan proporcionou-lhe uma formação que sempre o colocou entre os mais bem preparados músicos do Brasil, dando-lhe a oportunidade de freqüentar classes com professores como Ayla Erduran (Turquia) e Ion Voicu (Romênia).

Como violinista tocou nas principais orquestras do país como, "Orquestra Experimental de Repertório", "Orquestra Municipal de São Paulo", "Orquestra Sinfônica da USP", "Orquestra Sinfônica de Brasília", "Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo OSESP", entre outras.

Entre os novos projetos estão realizações de sucesso pelo Brasil como o show SARAH BRIGHTMAN in Concert e “LA LA LAND in concert”, com o qual o maestro abre uma série de shows no formato de Cine concertos, tendo para 2019 já confirmados STAR WARS IN CONCERT, LORD OF THE RINGS IN CONCERT e GODFATHER IN CONCERT, ALOK e orquestra, IL DIVO IN CONCERT, IL VOLO entre outras apresentações inéditas por todo o Brasil.

Serviço:
PORTO ALEGRE
UMA NOITE EM BUENOS AIRES – TANGO SINFÔNICO
Domingo, 22 de março de 2020, 20h
Teatro do Bourbon Country (Av. Túlio de Rose, 80 - 71 - Jardim Europa)
Abertura da casa: 19h
Ingressos de R$ 120,00 à R$ 380,00

Pontos de venda:
Bilheteria do teatro: de 2ª a sábado das 13h às 21h e domingos e feriados das 14h às 20h

Site: www.poladian.com.br

Censura: Livre
Descontos: Conforme previsto em lei

Divulgação: RSbloggers
Foto: Divulgação