728 x 90

Especialista gaúcha lança A Revolução Amorosa: método inédito de mudança comportamental

Não, a Revolução Amorosa não fala do amor a dois. Nem (só) de amor-próprio. Fala de crises.

Apesar de falarmos muito do poder do amor, poucos ousam responder “como mudar a vida com amor?”, ou revelar a verdade de que o processo não é nada fácil, muito menos romântico. Após 20 anos de carreira, a ESPECIALISTA EM TRANSFORMAÇÃO COMPORTAMENTAL LISIANE SZECKIR, aceitou esse desafio, e nos últimos 4 anos deu início a criação do programa de desenvolvimento que está sendo lançado agora, em Porto Alegre: A REVOLUÇÃO AMOROSA.

"A Revolução Amorosa é um conceito que foi construído a partir de vivências pessoais e do trabalho que venho desenvolvendo como facilitadora licenciada do método "Heal Your Life", de Louise Hay, bem como outros métodos com os quais eu trabalho. Construí este método pensando em como foi desafiador mudar alguns paradigmas e escolher um caminho mais leve para mim. Percebi o quanto estamos, às vezes, condicionados ao senso comum, mesmo que não seja o melhor pra nós. A Revolução Amorosa nasceu quando percebi o quanto andei. Desenhar um passo a passo para trazer outras pessoas para este ponto de vista foi um caminho natural", explica.

A Revolução Amorosa* é um convite para exercitar e refletir: o que é importante para você? O que deve sair e ficar de sua vida? Como ocupar melhor o seu espaço? Como desenhar um caminho leve e amoroso? O programa será realizado de agosto a outubro, turmas quartas e sábados, em um espaço lúdico e voltado para as antigas rodas de conversa, com leveza e muitas trocas.

A REVOLUÇÃO AMOROSA – PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO
Quando? Sábados: dias 12 e 19 de agosto, 02, 16 e 30 de setembro e 07 de outubro, das 14h30 às 16h30.
Onde? EvoluRindo (Erico Verissimo , 624, 6º Andar - POA/RS)

*INGRESSOS:TURMAS SÁBADOS: https://goo.gl/sHaV4e
*O MÉTODO - A REVOLUÇÃO AMOROSA

Não, a Revolução Amorosa não fala do amor a dois. Nem (só) de amor-próprio. Fala de crises. De momentos que mudam uma vida toda. Do que pode mudar a partir de agora. Em tempos de crise, seja ela pessoal, moral, política ou econômica, é provável que cada um de nós precise de uma pequena revolução em nossas vidas.

De qualquer forma, todos nós passamos por alguns momentos de crise interna ao longo de nossas vidas, onde pequenas ou grandes mudanças nos levam para um novo momento de vida, com mais qualidade em qualquer área na qual estamos modificando nossos padrões e comportamentos.

Em alguns momentos, podemos entender que a força, a rapidez e o foco possam nos levar mais rapidamente a um estado positivo de mudança. O caminho da Revolução Amorosa é justamente oposto: um caminho respeitoso, que considera o tempo das coisas, dos nossos movimentos, do pensar melhor a escolha do caminho, porque a mente é sábia, o corpo também, e nos mandam sinais o tempo inteiro.

A Revolução Amorosa é a união das sabedorias internas e externas, onde todo o conhecimento é aproveitado. Pode parecer um caminho lento, pode soar despretensioso ou mesmo preguiçoso. Mas se bem conduzido, é forte, sustentável e movimenta sempre na direção do que queremos, ou precisamos. Em última análise, todos nós precisamos de mais Amor em nossas vidas. Por que não começar de dentro pra fora?

LISIANE SZECKIR

LISIANE SZECKIR é especialista em transformação comportamental. Soma 20 anos na área de desenvolvimento comportamental, tendo como especialidade formação e desenvolvimento de líderes e equipes, nas áreas de gestão humanizada, padrões de atendimento e implementação de cultura de feedback, entre outros.

Possui quatro formações em escolas diferentes na área de coaching, bem como a qualificação como HayTeacher(facilitadora do método “HealYourLife” no Brasil, baseado na filosofia de Louise Hay), título concedido a menos de 60 pessoas no país. Possui grande experiência em treinamentos em Cooperativas, Universidades, Hospitais, Indústria, Comércio e Serviços.

Lançou em 2016 seu primeiro livro solo “De Coach para Coachee, e vice e versa”, pela editora Newbook (2016) com reflexões sobre os atendimentos, já escreveu dois livros em coautoria, com artigos sobre coaching e feedback, ambos da editora Ser Mais (2012), e agrega em sua experiência mais de 17mil horas de treinamentos e palestras ministrados e mais de 4.000 horas de atendimento em coaching individual e em grupos.

Divulgação: Pentágono
Foto: Divulgação