728 x 90

OPÇÕES DE TRATAMENTO PARA O BUMBUM

O Brasil se destaca mundialmente no quesito beleza feminina, nossas mulheres são admiradas em todo o globo por sua beleza ímpar.
O tipo de corpo da brasileira é invejado e isso se deve muito pelo desenho do contorno corporal de nossas mulheres. Um dos destaques da silhueta feminina é o bumbum, ou a projeção da região glútea.
Muitas pacientes procuram tratamentos com o objetivo de aumentar, definir e remodelar o bumbum. Algumas querem maior, outras desejam mais arrebitado.
Os melhores tratamentos para região glútea hoje com o intuito de elevação e aumento de volume são: o Enxerto de Gordura (lipoenxertia) e a Gluteoplastia.

LIPOENXERTIA: É a retirada de gordura de outras áreas de corpo e implante no bumbum. O procedimento tem sido cada dia mais usado devido aos excelentes resultados estéticos e naturalidade do aspecto no pós-operatório. O ponto negativo é que a paciente necessita ter gordura sobrando em alguma outra área do corpo, visto que só é possível utilizarmos a gordura da própria pessoa.

GLUTEOPLASTIA: É a colocação de implante de silicone no bumbum. Certamente, esta é uma das cirurgias que mais cresce hoje no Brasil. A evolução dos implantes e das técnicas cirúrgicas fez com que a Gluteoplastia tenha se desenvolvido muito nos últimos anos. Os resultados cada vez mais bonitos e naturais, e a segurança do procedimento têm feito desta uma das cirurgias do momento. O ponto negativo é que a paciente precisa ficar aproximadamente um mês deitando apenas de bruços para não pressionar a prótese, mas pode caminhar e sentar normalmente desde o primeiro dia.

Uma dica que sempre dou é que quando vamos trabalhar com a estética do bumbum, sempre devemos prestar atenção no contorno da cintura e das coxas para harmonia corporal e valorização das curvas do corpo feminino.

ALERTA: CUIDADO COM TRATAMENTOS “MÁGICOS” QUE UTILIZAM SUBSTÂNCIAS NÃO AUTORIZADAS PARA PREENCHIMENTO E AUMENTO DO BUMBUM, OS RESULTADOS MUITAS VEZES PODEM SER BASTANTE SEDUTORES MAS OS RISCOS DE COMPLICAÇÕES SÃO ELEVADOS E DEVEM SER ALERTADOS AOS PACIENTES ANTES DE QUALQUER PROCEDIMENTO.



Últimas Colunas

Instagram @revistaonne